Menu
Esqueceu a senha? Fazer cadastro

::: Artigo

Da tripla à sêxtupla restrição. Um modelo de destaque para controle de projetos no PRINCE2

16 02 2017
MPM_33_artigo04_AF00

Resumo:
Durante muitos anos, os gerentes de projeto foram encorajados a se atentarem para a “tripla restrição” a fim de proporcionar um contexto de planejamento, monitoramento e controle de um projeto. Essas restrições – prazos, custos e escopo, com a qualidade eventualmente sendo incluída como uma quarta, fazendo um adendo ou substituição para o escopo – indicavam os fatores chave tanto para projeto como para gerentes de projeto: uma estrutura de trabalho (framework) e um direcionamento para os gerentes sobre onde os ajustes deveriam ser feitos caso uma ou outra dessas restrições se tornasse problemática. Você pode determinar somente duas das três restrições e a terceira é definida pela escolha das duas primeiras, um modelo “barato, rápido ou bom – escolha dois”, no linguajar mais comum. Se você quiser ter algo barato (baixo custo) e rápido (num período curto de tempo), você tem que balancear entre um escopo limitado ou qualidade reduzida. Se quiser rápido e bom (alta qualidade com escopo completo), então, isso vai custar mais. Nós também entendemos que se for esperado que o projeto dure mais tempo do que o planejado trazê-lo de volta ao prazo estipulado iria requerer um compromisso tanto com custos (por exemplo, gastar mais verba para concluí-lo no prazo), quanto com escopo/qualidade (reduzir o escopo ou ajustá-lo para uma qualidade inferior, na forma de características reduzidas ou menos verificações de qualidade).

Autor: Jay M. Siegelaub

Publicado: MundoPM - Jun/Jul 2010
Pág. 22
R$ 11,30
Comprar

::: Autor do artigo